Dropshipping: Qual a tributação? Quanto pago de imposto? Como abrir empresa de dropshipping?

Dropshipping: Qual a tributação? Quanto pago de imposto? Como abrir empresa de dropshipping?

O dropshipping é um modelo de negócios que vem ganhando cada vez mais força no Brasil. Embora já seja uma prática bem estruturada em outros países, por aqui é um modelo relativamente novo e por isso ainda surgem algumas dúvidas e mitos sobre esse tipo de negócio.

O fato é que por ser um modelo de negócios que tem possibilidades de alta lucratividade com baixo risco e despesas, o dropshipping tem atraído cada vez mais empreendedores para o mercado, sobretudo pessoas que buscam flexibilidade geográfica e liberdade financeira.

Porém, muitas pessoas entram nesse tipo de negócio com pouca ou nenhuma informação, atuam de forma irregular e acabam comprometendo seus negócios.

Pensando nisso, preparamos este artigo baseado na nossa experiência atendendo negócios de dropshipping e nas principais dúvidas de quem está operando ou quer começar a trabalhar nesse mercado.

Se você quer saber como trabalhar de forma regularizada, fique conosco e tire todas as suas dúvidas.

 

Como funciona o dropshipping?

O dropshipping é um modelo de negócios que basicamente consiste na venda de produtos físicos de terceiros através de uma loja virtual (e-commerce).

O grande diferencial deste modelo é que você pode vender produtos sem ter um estoque pois você fará a intermediação da venda de produtos que estão no estoque de terceiros, que são os seus fornecedores.

Outro ponto muito interessante é que a sua empresa opera somente com a intermediação da venda, ficando sob responsabilidade do fornecedor fazer o envio do produto direto ao comprador. Ou seja, o cliente vai fazer a compra na sua loja, e você envia o pedido com as informações do cliente para o seu fornecedor para que ele faça o envio do produto diretamente ao comprador.

Podemos ainda citar algumas vantagens como por exemplo:

  • O investimento inicial é baixo, haja vista que você não precisa de uma loja física nem estoque;
  • Você pode ter um catálogo amplo de produtos (inclusive de fornecedores diferentes) na sua loja;
  • Rápida escala pois você não se envolve com processos de logística, podendo focar em áreas como marketing, atendimento e sucesso do cliente para alavancar suas vendas;
  • Trabalho remoto: você não precisa ter um ponto fixo para atendimento dos clientes nem mesmo visitar os seus fornecedores, pode trabalhar de qualquer lugar que possua internet.

Essa facilidade na operação faz com que a barreira de entrada no mercado seja pequena. Mas além das vantagens, é preciso ter atenção a alguns cuidados e desvantagens:

  • Como os produtos que você vende não são seus, outras pessoas podem vender o mesmo produto, o que aumenta a concorrência;
  • Cuidado ao escolher seus fornecedores, pois se você vender produtos de qualidade ruim ou procedência duvidosa, isso certamente vai prejudicar o seu negócio;
  • A logística fica sob responsabilidade do seu fornecedor, mas problemas podem acontecer, e na maioria dos casos isso se torna um problema que você vai precisar se envolver, pois o cliente irá em busca de você;
  • Ao abrir sua loja virtual, busque uma boa infraestrutura técnica (um bom servidor, plataforma, etc) pois o fornecedor não irá prover isso pra você.

Se você ficar sempre atento a esses pontos no seu planejamento, certamente conseguirá aproveitar melhor as facilidades que o dropshipping oferece e poderá alcançar bons resultados no seu negócio.

Para se aprofundar ainda mais no funcionamento do dropshipping, clique aqui e leia um artigo completo sobre o assunto no nosso blog.

 

Dropshipping nacional e internacional

Além desses cuidados, é bom se atentar às regras que diferem entre o dropshipping nacional e o internacional, pois muita gente não sabe, mas existem diferenças na operação e é importante você entender isso.

A plataforma Mercado Livre, por exemplo, tem algumas regras que podem dificultar o dropshipping internacional.

Mas a diferença não está somente no funcionamento das plataformas e conhecer cada uma dessas modalidades é importante para que você tome boas decisões para o seu negócio.

É importante entender que, cada uma dessas modalidades de dropshipping tem suas particularidades na tributação, CNAEs e na emissão das notas fiscais. Por isso, como já mencionamos neste artigo, nós aconselhamos que você esteja atento ao seu faturamento para ver se vale mais à pena ter um só CNPJ ou operar com CNPJs distintos para cada modalidade.

Dropshipping internacional

Nessa modalidade, você tem um fornecedor que está fora do Brasil. Essa é a forma mais popular aqui no Brasil pelo fato de que podem-se importar itens com facilidade e com preços mais baixos – como os da China, por exemplo.

No entanto, é preciso se atentar ao processo de logística do fornecedor, pois os prazos de entrega dos produtos normalmente já são bem maiores que os que são enviados por fornecedores no Brasil.

Dropshipping nacional

Neste caso, o seu fornecedor está no Brasil. É uma opção interessante quando você precisa que os produtos sejam entregues mais rápido, mas normalmente o preço dos produtos é um pouco maior, logo para se manter competitivo você precisa diminuir um pouco a margem de lucro da sua empresa.

 

Empresa de dropshipping regularizada

Na hora de abrir ou regularizar uma empresa de dropshipping é comum que surjam algumas dúvidas, afinal é um modelo de negócios sem legislação específica o que torna algumas questões juridicamente interpretativas, com modalidades distintas e por ser relativamente novo no Brasil, há sempre informações novas circulando.

Por isso, o ideal é que você conte com suporte especializado desde o começo da sua empresa, assim você não corre riscos desnecessários com a parte burocrática do seu negócio.

Vamos responder abaixo com orientações práticas, algumas das principais perguntas que recebemos sobre dropshipping.

Qual é o CNAE de dropshipping?

A escolha do CNAE é um ponto muito importante para o seu negócio. Muitos empreendedores erram nesta etapa e acabam se complicando

Na Acountech, nós fazemos uma composição de CNAES para nossos clientes, uma vez que não existe no Brasil um CNAE específico para o dropshipping.

Nesta composição os dois principais CNAES são: 

  • 7490-1/04 – Atividades de intermediação e agenciamento de serviços e negócios em geral, exceto imobiliários;
  • 7319-0/02 – Promoção de vendas.

Embora alguns contadores não recomendem o uso do CNAE de promoção de vendas, entendemos que numa composição é válido utilizá-lo pois ele abarca a atividade de fullfiment, que é referente ao conjunto de operações e atividades desde o recebimento do pedido do cliente até a entrega.

Para entender melhor a relação entre fullfiment e dropshipping, leia este artigo.

Utilizando esses dois CNAEs você terá seu negócio e operação regularizados e você pode trabalhar tranquilamente.

Vale ressaltar que, se você quiser atuar com a sua empresa em outras atividades do mercado digital além do dropshipping, é necessário que você acrescente outros CNAEs ao seu CNPJ.

 

Dropshipping é ilegal?

Hoje nós não temos no Brasil uma legislação específica para o dropshipping. Mas isso não quer dizer que esta seja uma atividade ilegal.

É possível comprovar e regularizar todas as suas movimentações com algumas práticas de contabilidade. É o que nós fazemos aqui na Acountech com os nossos clientes que trabalham com o dropshipping.

Nós somos uma empresa de contabilidade especializada em negócios digitais, nós estudamos profundamente esse mercado e por isso oferecemos segurança e tranquilidade aos nossos clientes em relação ao fisco.

 

Dropshipping pode ser MEI?

Se você optou por fazer dropshipping internacional não pode ser MEI, pois o CNAE principal que utilizamos para esta atividade não está incluído nas atividades permitidas pelo MEI.

E mesmo que seja comum as pessoas começarem seus negócios como PF ou MEI, pela nossa experiência fica inviável por conta do limite do faturamento do MEI ser de R$81 mil anuais ou R$6.750,00 mensais (atualmente).

 

Qual é a tributação do dropshipping?

Normalmente, a tributação para empresas de dropshipping acontece em um desses 3 regimes: Simples Nacional, Lucro Real ou Lucro Presumido, sendo via de regra o enquadramento no Simples Nacional ou Lucro Presumido.

No Simples Nacional, o seu imposto pode variar entre 6% a 15,5% inicialmente. No Lucro Presumido o imposto vai variar entre 13,33% a 16,33%.

Porém, para definir a melhor tributação é preciso que seja feita uma boa análise e um bom planejamento tributário da sua empresa baseados no seu faturamento e atividades. Não tente fazer sozinho(a), procure ajuda de profissionais especializados.

Nós da Acountech fazemos essa análise detalhada para nossos clientes e escolhemos a melhor tributação para suas empresas.

 

Contabilidade especializada em dropshipping

Independente do estágio em que seu negócio esteja, seus documentos fiscais precisam ser claros e regulares. É um risco enorme operar de forma irregular, e para que isso não aconteça o suporte de uma contabilidade especializada é essencial.

Na Acountech, você dispõe de um atendimento humanizado e consultivo, prestado por uma equipe que é especializada no mercado digital, ou seja, nós entendemos o seu negócio e por isso podemos fazer uma análise fiscal e tributária completa para lhe oferecer a melhor opção de regime tributário, esteja seu negócio em funcionamento ou ainda no processo de abertura.

Além disso, oferecemos sede virtual gratuita a todos os nossos clientes. Uma burocracia a menos para você ter seu negócio regularizado!

Você ainda tem dúvidas sobre dropshipping? Fale com um de nossos especialistas, será um prazer ajudar você e o seu negócio.

Compartilhe

Acountech
Acountech

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 1 =

Entre para o nosso canal do Telegram

Clique no botão abaixo e acompanhe nossos conteúdos no Telegram

Artigos recentes

atendimento

Preencha o formulário e seja atendido agora por um especialista

AO CLICAR EM “IR PARA O WHATSAPP” VOCÊ CONCORDA COM A POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA ACOUNTECH.

Copy link
Powered by Social Snap