Afiliado pode ser MEI?

Afiliado pode ser MEI

O mercado de afiliados tem sido a porte de entrada para muitas pessoas no mercado digital. Se afiliar a um produto digital para divulga-lo e vendê-lo é uma opção muito prática para começar a ganhar dinheiro na internet, afinal você não precisa criar um infoproduto e se você já tem uma audiência, se torna mais fácil ainda fazer as vendas.

Essa praticidade atrai muitas pessoas que estão entrando no mercado digital e querem “sentir” como é o mercado e se é uma atividade que conseguirão dominar para fazer renda extra ou mesmo tornar este o seu negócio principal.

Porém, com o tempo é necessária a profissionalização do negócio e nesse momento surgem algumas dúvidas na cabeça do afiliado. Neste artigo vamos te responder a principal delas: como profissionalizar o negócio e abrir uma empresa.

Então se você já é afiliado e quer abrir sua empresa, leia até o final para sanar as principais dúvidas que envolvem esse processo.

 

O Mercado de Afiliados

Por ser um mercado com uma barreira de entrada muito baixa e com possibilidade de ótimos retornos, este é um mercado em constante crescimento.

Qualquer pessoa maior de idade que possua um CPF válido, pode ser afiliado. O trabalho do afiliado é fazer a divulgação de um produto (ou de vários produtos) em troca de uma comissão por cada venda realizada.

A facilidade de poder começar nesse negócio como pessoa física, ou seja, sem abrir uma empresa é um dos pontos fortes de atração de pessoas para esse trabalho.

É importante lembrar que esse trabalho não se resume apenas a infoprodutos de plataformas como Hotmart, Eduzz, Monetizze, etc, mas também há grandes empresas como Magazine Luiza, Polishop e Amazon, que possuem modelos de trabalho de afiliação que podem ser muito vantajosos.

Neste artigo aqui nós explicamos tudo o que você precisa saber para trabalhar como afiliado.

Mas, justamente por ter esse leque de possibilidades tão amplo, embora seja possível trabalhar como afiliado sendo pessoa física, é comum que logo essa não seja mais a opção mais vantajosa.

É neste ponto que os afiliados começam a busca por regularizarem seus negócios abrindo uma empresa, ou seja, trabalhando como Pessoa Jurídica.

 

Qual o CNAE correto para o Afiliado? Pode ser MEI?

Se você já pensou em profissionalizar seu negócio, possivelmente já pensou em abrir um MEI. E essa é uma dúvida comum para os afiliados. No entanto, a atividade principal para afiliados é a de  intermediação e agenciamento de serviços e negócios em geral, e isso explica o porquê o afiliado não pode ser MEI.

Essa confusão entre afiliado poder ou não, ser MEI, aconteceu porque até o fim de 2018, a atividade de Marketing Direto (CNAE 7319-0/03) era uma das atividades enquadradas no MEI. Mas, em setembro de 2021 a Receita Federal definiu o CNAE 7490-1/04 como o correto para afiliado.

Há pessoas que ainda utilizam um CNPJ de MEI, buscando uma brecha que seria enquadrar sua empresa no CNAE de Promotor de Vendas, mas na nossa concepção não é o caminho mais seguro para regularizar seu negócio.

O promotor de vendas é a pessoa que fica no ponto de vendas físico promovendo um produto que a marca contratante tem disponível naquele PDV. O promotor de vendas faz merchandising enquanto o afiliado faz ações de Marketing Direto.

Fica então o alerta: se você é afiliado a melhor opção para legalizar seu negócio é abrir sua empresa no Simples Nacional como ME utilizando a atividade de  Intermediação e agenciamento de serviços. Não é tão simples como abrir o MEI, mas é o caminho que vai te proteger de qualquer problema com o fisco.

Se você quiser saber tudo sobre contabilidade para afiliados, clique aqui e leia nosso artigo completo sobre o assunto.

 

Vale à pena abrir empresa como Afiliado?

A resposta para essa pergunta é “sim, sem dúvida”, mas é preciso que isso seja feito com cuidado. O primeiro passo para abrir sua empresa, precisa ser buscar o auxílio de um profissional especializado nesse processo. Do contrário, você pode dar algum passo que te trará problemas no futuro.

A abertura de empresa é um dos passos mais importantes para afiliados que estão em crescimento de receita, e vamos te explicar os motivos.

 

Aumento de limite de faturamento

Em algumas plataformas de infoprodutos, o limite de saque para a pessoa física é de R$1.900,00 mensais (na Hotmart não tem mais esse limite). Então se você vender R$3.000,00 num mês, você ficará com R$1.100,00 “presos” na sua conta da plataforma. Isso pode atrasar seu crescimento, afinal esse valor poderia ser utilizado no seu negócio.

 

Poder emitir Notas Fiscais

Toda receita precisa de um documento fiscal que comprove sua origem. No caso das vendas de infoprodutos isso se dá pela emissão de notas fiscais. O afiliado precisa emitir notas fiscais para o infoprodutor, ou o “dono” do produto que está gerando aquela comissão pra ele.

Se você é afiliado na Hotmart, por exemplo, é possível integrar suas vendas com uma ferramenta de emissão de notas fiscais e o processo fica automático. Mas, pra isso, é preciso que você tenha um CNPJ.

 

Redução de custo com Impostos

Imagine que você seja afiliado, mas essa não seja sua única fonte de receita (o que é bastante comum). Neste caso, para o seu imposto de renda serão levadas em conta todas as suas fontes de receita, e aí se a soma das suas receitas for maior que R$4.664,68 (o que é uma renda bem possível) você precisará pagar 27,5% de Imposto de Renda, ao passo que, se você tem sua ME no Simples Nacional, você pode pagar entre 6% á 15,5% para um faturamento mensal de até  R$15.000,00.

 

Mais credibilidade para o negócio

Hoje, existem muitos infoprodutores que só aceitam afiliação de afiliados com CNPJ. Isso porque possuir CNPJ mostra ao mercado que você já tem um caminho dentro do mercado e isso dá mais segurança ao infoprodutor ou empresa para aceitar sua afiliação. Ou seja, além de mais credibilidade, possuir um CNPJ pode te dar oportunidades de trabalhar com os melhores produtos.

 

Abra sua empresa de Afiliado com segurança

Neste artigo, visamos esclarecer as principais dúvidas da abertura ou regularização de empresa para afiliados. Se você entende que precisa dar esse passo hoje no seu negócio, com segurança, nós podemos cuidar de todo esse processo e seus pormenores pra você.

Somos uma empresa especializada no mercado digital e no atendimento de afiliados. Como cada negócio tem suas particularidades, fazemos um estudo do seu negócio para enquadrar da melhor forma possível, abrimos a empresa, oferecemos sede virtual gratuita e tudo isso com um preço justo.

Entre em contato conosco, será um prazer conversarmos sobre seu negócio e podermos te ajudar a crescer com segurança!

Compartilhe

Acountech
Acountech

5 respostas

  1. E quem já é MEI e se cadastra nas plataformas de afiliados como pessoa física para conhecer o marketing direto, pode ter problemas com o fisco?

    1. Boa Tarde Juliana, tudo bem?
      Você pode sim se cadastrar nas plataformas como pessoa física para iniciar no marketing digital. Só precisa se atentar, porque faturando acima de R$ 1904,00 mensais como pessoa física você vai precisar pagar imposto de renda e as alíquotas são mais altas do que na pessoa jurídica.
      E ao formalizar seu negócio é importante que saiba que Afiliado não pode ser MEI, por conta da atividade principal.

      Qualquer dúvida chame nosso time no whatsapp que com toda certeza podemos te ajudar.
      https://acountech.com.br/fale-conosco/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − sete =

Entre para o nosso canal do Telegram

Clique no botão abaixo e acompanhe nossos conteúdos no Telegram

Artigos recentes

atendimento

Preencha o formulário e seja atendido agora por um especialista

AO CLICAR EM “IR PARA O WHATSAPP” VOCÊ CONCORDA COM A POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA ACOUNTECH.

Copy link
Powered by Social Snap